Hollow Knight

Hollow Knight

released on Feb 24, 2017

You must be logged in to access rating features

Hollow Knight

released on Feb 24, 2017

A 2D metroidvania with an emphasis on close combat and exploration in which the player enters the once-prosperous now-bleak insect kingdom of Hallownest, travels through its various districts, meets friendly inhabitants, fights hostile ones and uncovers the kingdom's history while improving their combat abilities and movement arsenal by fighting bosses and accessing out-of-the-way areas.


Reviews View More

its a good game thats really well designed but i just can't finish it, i feel like i always get stuck somewhere or get bored and then have to backtrack for 3 hours to find one entrance and then i just drop it


É como um quebra-cabeça em forma de história, que sustenta uma subtrama rica, porém recôndita em seu caráter íntimo e evasivo.

Entendendo-o como jornada em nome do desafio, recolhemos uma progressão decente e satisfatória, mas se escolhermos olhar para a penosa busca por respostas possibilitada em seus fragmentos, seremos agraciados com algo ainda mais poderoso. Hollow Knight é um grande exemplo e homenagem à narrativa através do ambiente, que não somente excecuta, mas cobre tudo com um carinho notável. Isto é evidente na confecção da maioria das áreas, pois detalhes ignoráveis como a posição de certos itens serve tanto ao level design e quanto a suas significações na escala do enredo.

É quase meticuloso em como articula esses artifícios com a intenção de deixar as coisas propositalmente vagas, mas conectadas o bastante a ponto de nos recompensar por manter atenção nas pequenas coisas. O ferrão dos sonhos talvez seja a evidência mais sólida, porque é uma síntese da substância incutida na essência de cada único serzinho existente naquele mundo. E conforme ele nos permite adentrar o mundo interior desses seres, o jogo ganha uma escala esmagatora, pois ouvir os sussuros do inconsciênte coletivo lhe garante um Pathos monumental. Sentí-lo pode ser doloroso, confortante, revigorante e até desolador - como as diferentes áreas do mapa representam.

O jogo constrói, nestes termos, um método narrativo próprio e efetivo, por mesclar de suas inspirações (Metroidvania e Souls-like) um carinho disribuído pelas rebarbas de seu próprio labirinto. Pequenas interações lhe conferem um aspecto íntimo, e a inimidade que criamos com o mundo edifica o entendimento do enredo para uma experiência verdadeiramente catártica, e o final...

Boa parte das pessoas vai terminar o jogo sem entendê-lo, e isso é maravilhoso.