Wind Waker é minha primeira experiência com um Zelda completo, onde joguei do começo ao fim, devo dizer que apesar de ter contato prévio com a franquia, esse foi o primeiro que me fisgou e me deixou jogando por um dia inteiro.
Os gráficos são insanamente bonitos e o uso de Cel shading é impecável, a única crítica visual que posso dar é o exagero nas luzes em certas partes do jogo.
Wind Waker possui simples mas ótimas dungeons (tirando aquela do espelho), são simples mas divertidas, os puzzles não são complicados mas por boa parte do jogo elas são satisfatórias por que o jogo te guia perfeitamente nas ideias que tu vai ter ao resolvê-los. Infelizmente esse elogio eu não posso dar para os Bosses, apesar de eu gostar de um ou dois Bosses, a maioria deles são fracos e nem um pouco divertidos, com ênfase na minhocona do deserto, e do Puppet Ganon, que são Bosses frustrantes não por serem difíceis, mas por serem mal executados, e na minhocona vemos o sistema de ZL locking falhar miserávelmente, sendo mais um obstáculo do que um auxílio, apesar disso o visual dos Bosses são interessantes e as arenas lindas, principalmente a última.
O sistema de navegação é divertido e a musiquinha deixa tudo muito melhor, infelizmente perde um pouco o gosto de navegar pelos mares mas Wind Waker HD traz opções para deixar o sistema menos entediante.
85% do jogo é muito divertido, porém tem uma Quest que jogou esse jogo fora das 5 estrelas, que é a quest das 8 shards da triforce, portanto não vou perder meu tempo falando sobre isso pois só de pensar eu fico com vontade de morrer, mas saibam que é INSUPORTÁVEL.
Fora seus erros aqui e ali, Wind Waker é uma experiência memorável e fantástica, personagens legitimamente legais pelo pouco tempo de tela que eles tem, um mundo lindo e um final ótimo, esse jogo é encantador e merece o tempo de qualquer um.
^<>

Reviewed on Mar 02, 2023


Comments