Planet of Lana

released on May 23, 2023

A young girl and her loyal friend embark on a rescue mission through a colorful world full of cold machines and unfamiliar creatures. Planet of Lana is a cinematic puzzle adventure framed by an epic sci-fi saga that stretches across centuries and galaxies.


Reviews View More

Takeshi Furukawa - End Credits | Planet of Lana (Original Soundtrack) ft. Siobhan Wilson

Great limbo style game - soundtrack great too

Sorpresa mayúscula que me llevo con Planet of Lana. Un juego que nada más ponerme a los mandos con consigue transmitirme nada hasta que nos encontramos a nuestro querido compañero que estará con nosotros durante el resto de la aventura.

Lo que no me ha gustado:
- La poca variedad de enemigos.
- Menos capítulos pero más desarrollados hubiera estado mejor. Provoca que los puzzles no lleguen a desarrollarse del todo y siempre puedan dar más de sí.

Lo que me ha gustado:
- Lo bien que se combinan nuestra protagonista con el “gato”.
- Su estilo artístico y su mundo.

Nota final: 9

This review contains spoilers

"Planet of Lana" tem suas bases fundamentadas no gênero "side-scrolling", ou seja, o personagem sempre anda para o lado direito para que a história avance enquanto o desafio é dado pelos inúmeros puzzles que o jogador precisa resolver para continuar.

Embora essa modalidade de jogos tenha sido popularizada por "Limbo" e "Inside", "Planet of Lana" tem seu diferencial em seus cenários e mecânicas adicionais: enquanto que os dois acima se caracterizam por cenários obscuros, opressores e perigosos em que os protagonistas só têm a eles mesmos para sobreviver, "Planet of Lana" aposta em cenários mais variados, como florestas, ruínas, praias, pântanos e maquinarias, que ajudam a renovar a jornada e trazer sentimento de progresso. A arte é belíssima, parece ter saído diretamente de uma animação do estúdio Ghibli. Além disso, Lana, a protagonista, conta com a ajuda de Mui, uma gata extraterrestre que não só é essencial para a resolução dos quebra-cabeças, como também mitiga a solidão que "Limbo" e "Inside" empregavam.

Infelizmente, nem tudo são flores. O maior defeito do jogo são seus controles: rígidos, pouco responsivos e traiçoeiros. Em muitas ocasiões, Lana pulará de maneira lenta ou demorará para escalar a beirada de uma plataforma, algo que compromete as várias sessões furtivas obrigatórias que o jogo oferece. Pode trazer frustração, mas, com o tempo, torna-se um pouco mais tolerável pelo habituação aos comandos.

Em suma, foi uma ótima pedida para mim, que havia adorado "Limbo" e "Inside". Mesmo sendo curto, me mantive engajado para terminar minha jornada e resgatar minha irmã sequestrada pelos alienígenas durante a invasão. Uma pena ser difícil de platinar, por conter uma conquista de finalizar o jogo sem morrer, mas não tira seus méritos.

This review contains spoilers

The music relaxing, the puzzle kind of repetitive, the story was fine even though we don't understand a single word they said, the ending was brave tho.