Horizon Zero Dawn: Complete Edition

released on Dec 06, 2017

In an era where machines roam the land and mankind is no longer the dominant species, a young hunter named Aloy embarks on a journey to discover her destiny. Explore a vibrant and lush world inhabited by mysterious mechanized creatures. Embark on a compelling, emotional journey and unravel mysteries of tribal societies, ancient artefacts and enhanced technologies that will determine the fate of this planet and of life itself. Horizon: Zero Dawn Complete Edition includes Horizon Zero Dawn and the frozen wilds expansion.


Released on

Genres

Version

Complete Edition


More Info on IGDB


Reviews View More

Sometimes I wonder if many open world titles could works just fine without having an open map to explore. Maybe just with some open areas. This is one of those times. Don't get me wrong, Horizon Zero Dawn is a good game, feels nice to play, Aloy is a likeable protagonist, its lore is great, it has very nice visuals and some amazing landscapes and the story is not great but neither something bad, especially when you discover what's going on. I give it that it's original. But it also has a not very organic world map filled with so many points I felt it unnatural. Perhaps too video gamey for its age. The sense of adventure was not what I expected it to be at all from a game with this kind of premise, but overall it's a solid product. I really liked the combat or more like the part where you can hunt machines breaking parts to extract loot and the tools at your disposal to do so and I hope that is explored even more in Forbidden West. I liked the game.

Благодаря этой игре, я понял што я казуал)

Olha... ter jogado Horizon foi uma experiencia muito boa.

O mundo do jogo te cativa com facilidade, tanto o cenário e as tribos espalhadas pelo mundo são bem caracterizadas com mostrando suas singularidade e diferenças de uma para outra, durante todo jogo sempre existem partes do cenário que são restos do mundo antigo e novo que ajudam a ambientar o jogo e te deixar curioso e imerso.

as historia te motiva sempre seguir em frente para dar continuidade a historia, sempre possui momento que o enredo tem suas pausas, que é o momento que me pareceu mais confortável para se fazer as missões secundarias, todas elas sempre possuindo uma historia que agrega ao mundo e da um ar de mundano ao cotidiano de outros personagem por ser um historia de "proporções de bairro".

O que me pareceu mais interessante é o combate com as maquinas, a variedade delas é o suficiente para os inimigos não serem repetidos e nem ter tipos de mais, cada parte dos robôs sendo responsável por uma habilidade ou capacidade deixa os combate dinâmicos e com uma camada de estratégia para qual parte será focada para anular ou deixar o robô exposto para causar mais dano.

Assim, a Eloy não é o personagem que tenha um grande desenvolvimento, parte da peso para ela ter sido tão vendável como "garota propaganda" do Playstation é que ela tem uma aparência legal é marcante, não chegou a me incomodar ela ser um personagem raso para ser honesto.

De reclamação e defeitos que o jogo tem, é os objetivos secundários de derrotar acampamentos de humanos do mal, afinal de contas é apenas ficar escondido e ir matando os inimigos escondido no mato ou dar uma flechada de longe e se esconder, de resto, bem por cima, as missões das caldeiras, que é invadir uma linha de montagem de robôs, e que é bem linear e sem criatividade e os inimigos da expansão Frozen wild, que parecem ter sido feitos de ultima hora e transformaram eles em esponjas de dano apenas para eles serem artificialmente mais difíceises.

sobre a DLC Frozen wild, ela é bacana, espante o mundo mostrando mais de uma a tribo que você vê pouco no jogo, tem armas interessantes e diferente, a historia não é lá grande coisa, mas é ok.

Eu recomendaria, sim, se faz tempo que você não joga um jogo de mundo aberto, mais por causa do gênero, se você jogou um, não vai querer jogar outro em seguida

It comes and age where you just start not caring about playing every game until the end if It's not worth it, and Horizons Zero Dawn made me realize that age has come for me as well.

Dropped the game without even thinking about it around 10 hours in, I just couldn't get into it.
The combat was decent and I had some fun with it, but the overall experience started dragging me down really soon.
The uninteresting plot, the akward dialogues, the unnerving cast and a map that's a mess of a design were just too much for me.

Fun, exciting gameplay. Great story, polished mechanics, beautiful open world and landscapes. I wish I played this on ps4/ps5 because I encountered some problems with optimization (flashing textures etc.) which robbed me from truly experiencing this beautiful game. Really worth the experience, phenomenal game! Can't wait to play the sequel.