É impressionante ver um bullet heaven no Playdate, mas talvez seja limitação demais pra um jogo do gênero.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Depois de algumas horas nesse escritório, eu só queria mais daquele mundinho e daqueles animais estranhos. Duck Detective: The Secret Salami não é exatamente uma obra-prima em termos de gameplay — embora até faça seu trabalho de oferecer desafios interessantes —, mas brilha com seu incrível elenco de personagens e com a história em si. Não sei o que a equipe da Happy Broccoli Games está planejando a seguir, mas acho que nosso Duck Detective precisa de mais dinheiro e eu adoraria me juntar a ele em mais alguns casos.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Jogar Pine Hearts é como comer um biscoito sem gosto com um recheio impressionante e incrível por dentro. Eu realmente gostei de como eles desenvolveram a história de perda de Tyke de uma forma tão brilhante e sincera, e até mesmo usando a mídia do videogame como forma de apoiar a narrativa. Mas a mecânica chata que a cercava me fez jogar no automático só esperando o próximo flashback. É difícil recomendar tudo só por causa das poucas coisas boas que tem dentro, mas talvez você possa aproveitar sua viagem por este parque tanto quanto eu aproveitei meu destino no pico da montanha.

Mesmo com uma apresentação impecável, eu meio que não gostei de jogar? A parte de "ritmo" pareceu meio arbitrária, o primeiro minigame que apareceu me deixou confuso, sei lá... Um dia volto pra ele, mas tem coisa demais no Playdate pra aproveitar.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Cozy Space Survivors não é o próximo passo do gênero, mas definitivamente pode ser seu primeiro passo no mundo dos bullet heavens. Jogadores que já conhecem todas as evoluções de Vampire Survivors podem olhar para este jogo e falar mal de suas mecânicas superficiais, mas a ideia de criar um autoshooter que também possa ser aconchegante e fofinho funcionou muito bem. Se você sempre quis experimentar um jogo como esse e ficou intimidado, ou apenas quer relaxar por uma ou duas horas, você vai se divertir aqui.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Adoro pequenos conceitos bem executados e Word Trip é exatamente isso. O jogo é fácil de entender, mas, mesmo depois de algumas partidas, você ainda pode encontrar uma combinação de palavras que precisará quebrar a cabeça para resolver. Visualmente é legal e fofo, e o tema complementa a experiência com pequenos detalhes. Claro, o jogo poderia ser muito maior e interessante, mas toda viagem de carro pode ser legal com a mentalidade certa. Eu até adoraria ver esse jogo fora do Playdate (funcionaria perfeitamente em celulares), mas por enquanto, dá pra aproveitá-lo bastante no pequeno aparelho amarelo.

Jogado no Xbox Game Pass. A proposta e a fofura funcionam extremamente bem, mas eu acho que o resultado final de gameplay acabou ficando raso demais. O movimento (e principalmente o pulo) são meio estranhos, as missões são repetitivas demais e você tem vários elementos subaproveitados (como o miado ou os emotes). Eu ainda quero voltar e fazer 100%, mas não senti vontade de fazer isso já.

É mais uma história em quadrinhos interativa do que um jogo em si, e por mais que o visual seja incrível, a história é meio qualquer coisa?

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Jogar Crow Country foi libertador para mim, porque foi essencialmente meu primeiro jogo de “terror”, mas também foi um argumento irrefutável de como um bom game design pode ajudar um título a encontrar um novo público. Sim, o Modo Exploração pode perder um pouco da diversão de atirar por aí, mas o mistério intrigante, os personagens legais e os quebra-cabeças interessantes foram suficientes para não apenas criar uma boa experiência, mas também me prender à tela por algumas noites. Talvez essas mudanças não sejam suficientes para você ficar menos assustado, mas para mim foi o suficiente e estou feliz por ter tentado.

Não deixa de ser um pequeno joguinho matemático interessante, mas eu sinto que ele é raso demais pra me prender e eu não sou bom de conta o suficiente pra engajar. A apresentação dele é perfeita, entretanto.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Exceto por uma pequena parte no meio do jogo (quando ele vira uma sequência de ação sem motivo), The Lullaby of Life cria uma experiência relaxante e interessante a partir de um conceito que poderia facilmente ser chato ou repetitivo. É claro que a complexidade geral dos quebra-cabeças não é tão grande — os especialistas em puzzle certamente acharão o jogo muito fácil —, mas os desenvolvedores encontraram um bom equilíbrio entre um desafio que é relaxante sem se tornar frustrante ou monótono. Provavelmente não foi assim que a vida surgiu, mas seguir as ondas sonoras daqueles labirintos abstratos foi uma experiência muito legal.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

Ainda não sei quem amou mais esse jogo: minha criança interior que ri feito um idiota de uma buzina, ou o adulto cansado que gostava das pausas do dia de trabalho para ajudar alguns marcianos. A capacidade de Lucas Pope de transformar um trabalho chato em um jogo interessante continua incrível, e mesmo que não haja a mesma profundidade de seus jogos anteriores, a premissa alegre tornou-o uma experiência única. Se você tem um Playdate e um jogo bobo chama sua atenção, você precisa experimentar Mars After Midnight.

Eu amo odiar esse jogo. Um dia eu consigo terminar a piada, mas por enquanto eu cansei.

🇬🇧 full review | 🇧🇷 resenha completa

É estranho falar assim, mas eu queria que Bem Feito tivesse terminado mais cedo quando eu estava jogando. Ele entende tão bem a ideia do que é o cerne de uma creepypasta gamer, mas falha em complementar com um mistério que, para ser justo, não precisava ser explícito para passar sua mensagem. Espero não ter prejudicado a experiência do jogo para você, mas espero ter alinhado suas expectativas para que possa aproveitar o que há de melhor nesse trabalho incrível. E, se você realmente quer conhecer Reginaldo e seus amigos, lembre-se: tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

É engraçado porque o título dá uma enganada. Ele é mais um quadrinho interativo com puzzles de observação do que uma escape room propriamente dita, e ele tem uma vibe muito mais País das Maravilhas do que realmente temática de arcade. Curtinho, bem gostosinho, maneiro.