Bio
0,5 - um lixo absoluto, ou um jogo que eu considero mal caráter com o consumidor. Provavelmente é a nota mais difícil de um jogo ter comigo.

1 - é horrendo, porém, não totalmente.

1,5 - é um jogo ruim, só que tinha potencial pra ser um bom jogo, tem alguma qualidade notável por menor que seja.

2 - um jogo ruim pra medíocre, não tem muito o que aproveitar.

2,5 - totalmente medíocre, são jogos que não tem muito o que falar e que sinceramente, nem precisa.

3 - bons jogos com suas qualidades, mas não é nada além de um jogo bom e normal.

3,5 - ótimos jogos.

4,0 - jogos excelentes, mas que ainda não estão no total potencial.

4,5 - jogos que transcendem a qualidade e vão além da excelência, mas ainda tem alguma coisa que não deixa eles serem 5.

5 - o pináculo da arte, jogos que aparecem uma vez em um espaço de anos, se tem algum defeito, ele é infinitamente menor que as qualidades
Personal Ratings
1★
5★

Badges


Loved

Gained 100+ total review likes

Shreked

Found the secret ogre page

GOTY '23

Participated in the 2023 Game of the Year Event

Listed

Created 10+ public lists

Popular

Gained 15+ followers

Donor

Liked 50+ reviews / lists

Pinged

Mentioned by another user

Liked

Gained 10+ total review likes

Best Friends

Become mutual friends with at least 3 others

Noticed

Gained 3+ followers

Elite Gamer

Played 500+ games

Gamer

Played 250+ games

N00b

Played 100+ games

Favorite Games

Yakuza 0
Yakuza 0
Lost Judgment
Lost Judgment
Final Fantasy IX
Final Fantasy IX
Hollow Knight: Voidheart Edition
Hollow Knight: Voidheart Edition
Bloodborne
Bloodborne

843

Total Games Played

030

Played in 2024

000

Games Backloggd


Recently Played See More

Wolfenstein: The New Order
Wolfenstein: The New Order

Apr 12

Little Nightmares II
Little Nightmares II

Apr 12

Azur Lane
Azur Lane

Apr 08

Resident Evil 4
Resident Evil 4

Apr 05

Pokémon Showdown
Pokémon Showdown

Mar 29

Recently Reviewed See More

Um dos maiores exemplos do que uma sequência deveria ser, melhorando tudo que o primeiro jogo fez e criando sua própria identidade, que se desprende não só de seu antecessor, como de todos os outros jogos do gênero, misturando Survival horror com ação, coisa que sinceramente, eu achei genial, a forma como os devs conseguiram encaixar os dois sem nenhum se sobrepor ao outro. Só no começo esse jogo já prova que ele não é só o primeiro mais bonito, na abertura eles vão por um caminho diferente do 1, tu vê os traumas que o Isaac ganhou no primeiro enquanto é questionado em um hospício, mas em menos de 3 minuto o jogo já vai mostrar os inimigos, tanto você quanto o Isaac já conhecem muito bem com o que estão lidando. Sabendo disso, o jogo te coloca em uma situação de fragilidade enorme, tudo que você pode ver é o massacre que os necromorphs estão fazendo, e tudo que pode fazer é correr, correr naqueles corredores tomados por morte e loucura, quase como o primeiro jogo. Essa abertura, considero que já demonstra o que esse jogo representa como uma sequência. 

Em termos de gameplay a diferença não é muito grande, é praticamente a mesma do primeiro, na verdade, só umas armas e novos inimigos, acredito que focaram muito mais em adicionar dificuldade, coisa que funcionou muito bem, aqui você pode ficar sem munição e morrer aqui e ali pelos inimigos. Em contrapartida, a história vai por um caminho diferente, enquanto o primeiro foca em te apresentar o universo e as criaturas, o 2 deixa isso um pouco de lado pra poder focar no Isaac e os traumas que ele pegou depois de passar pelo inferno na Ishimura, tu vê só pelo rosto como ele tá fudido mentalmente. Essa ideia funcionou muito bem, nos momentos que ele se encontra com a ex dele, você vê a culpa que ele está carregando por ser o "culpado da morte dela", ver ele perdendo a mente cada vez mais e no final conseguindo se perdoar é uma coisa linda, ele é realmente um personagem nesse jogo, inclusive pra quem só quer curtir uma história boa e um final satisfatório (ou um jogo bom no geral), termina Dead Space aqui, porque esse jogo fecha perfeitamente a história do Isaac.

Mas talvez meu maior elogio vá pros cenários, apesar da Ishimura ser incrível, é inegavelmente cansativo andar por ela a longo prazo, não é atoa que os melhores capítulos do primeiro são os inicias e o da USM valor (mas só no Remake). O 2 como se passa em toda uma estação gigante, acaba dando uma liberdade muito maior pra usar aquele espaço, tu vai passar pelo sanatório, área residencial, mineração, ala política, área infantil, igrejas e um lugar diferente (não vou falar pra não estragar a surpresa), todos com uma ambientação muito foda e bem detalhados. Os cenários incríveis mais os lindos gráficos, geram uma imersão perfeita, você fica desconfortável só de estar lá, mesmo que não tenha nada, é uma sensação muito semelhante com RE2R e Fatal Frame, e eu gosto como eles montaram um inimigo único em cima desse desconforto (sendo provavelmente o melhor inimigo comum dessa saga), ele basicamente vem em grupos, te cercando enquanto ficam nos cantos te observando. Essas pequenas coisas que me fazem ter paixão por esse jogo, ele pode não ser a maior adição da história, mas tudo de novo que ele inclui é relevante.

Em conclusão, esse jogo, pra mim entra naquele grupinho de jogo que não tem nenhum erro que realmente me incomoda. Talvez por não ter o que criticar, eu não tenha muito do que falar após terminar com as qualidades mais notáveis. Gostaria de escrever muito mais sobre esse jogo, mas pra mim é muito difícil explicar o quanto amo esse jogo e todos os motivos do porque. Então espero que algum dia todos que tenham interesse nesse jogo consigam a oportunidade de jogar ele, eu adoraria passar horas discutindo sobre esse jogo e as menores qualidades ou possíveis erros que ele tem. 

Como que faz pra dar 6 estrelas

Bloodstained 2 fica exatamente em cima da ilha que define uma evolução e um retrocesso. Tentar definir esse jogo como um desses dois é um verdadeiro desafio pra mim. 

Querendo se desprender um pouco de Castlevania 3, o Koji optou por pegar a mesma base do primeiro jogo, mas dar umas mudanças, como temas de fases, músicas e adicionando novos personagens, com gameplay diferente. Em si, são ideias nobres, mas o problema é a execução de um deles, os personagens. No 1 tínhamos 4 personagens referentes a Castlevania 3, os 4 eram igualmente balanceados, se destacando cada um em seus devidos momentos, o level design era inteligente e bem feito, dava para sobreviver muito bem com cada um (menos com o mago, mas essa não é a intenção do personagem). O 2, no entanto, não conseguiu muito bem balancear totalmente os 3 personagens novos. Dominique é normal, ela tem pouca vida, um dano normal e um alcance grande. A habilidade de pular nos inimigos e nos cenários até que é bem útil e divertida. No geral, um personagem que você consegue sobreviver sem grandes dificuldades. O Sniper é provavelmente o pior personagem dessa saga, mas, as pessoas exageram um pouco no quão ruim ele é, realmente bem difícil sobreviver só com ele, porém, pegar pra matar um ou outro inimigo a distância, ou matar os bosses, ele até que é bem útil, fora que os sub itens são realmente úteis. O cachorro já onde o jogo mostra um problema e uma solução muito preguiçosa, olha, eu gosto bastante desse jogo e acho ele bem divertido, mas o level design definitivamente tem muitos mais problemas do que o primeiro, fora o quão longo as fases são (e isso resume muito bem o porque diferente do primeiro, o modo veterano desse jogo é um erro). Pra resolver tudo isso, eles colocaram um personagem que da um dano fudido, tem muita vida, voa e a habilidade dele é literalmente ficar invencível a maioria das coisas. É possível zerar esse jogo sem esse cachorro, mas definitivamente não vai ser muito legal. 

 Mesmo esse jogo sendo uma regressão forte em alguns aspectos, não vou mentir que, pra mim, todos esses erros são uma inconveniência momentânea, nada estraga realmente as evoluções que esse jogo trouxe. Mas entendo perfeitamente quem acha esse jogo bem inferior ao primeiro, por isso não diria que é um jogo underrated. Eu mesmo, normalmente, me encontro questionando porque gosto mais desse jogo, acho que foi a trilha sonora foda, a criatividade das fases, os bons bosses e as diferenças que esse jogo trouxe, todos esses aspectos me fazem pensar nesse jogo com bastante carinho.